sexta-feira, 19 de novembro de 2010

AQUELA QUE EU DESEJO

    AQUELA QUE EU DESEJO
         Eno Theodoro Wanke
Desejo uma mulher bem feminina,
que tenha uns lábios doces de cereja,
que seja carinhosa, bela, e seja
pequena, de figura esbelta e fina...

E tenha uma alma pura de menina,
simpática, agradável, benfazeja,
e seja toda minha... (O que deseja
minha alma é uma mulher quase divina!)

- Que saiba conversar sem ser fingida,
que seja inteligente e seja boa,
que torne em doce o amargo desta vida...

Desejo alguém assim... – E fico triste
pois sei – tenho certeza – tal pessoa,
aquela que eu desejo, não existe!

(Do livro “À SOMBRA DOS VERSOS EM FLOR”, página 30, poesia completa/vol. 1-Eno Theodoro Wanke)
Leia mais sobre este autor:

Nenhum comentário: