terça-feira, 23 de novembro de 2010

DITOSO MUNDO

DITOSO MUNDO
                   Miguel J. Malty (Brasília-DF)
Olha essas nuvens plácidas, libertas,
vestidas de brancura e de grandeza,
rasgando o etéreo espaço, asas abertas,
bandeiras da encantada Natureza.

Em romarias ermas, vagam certas
dum destino supremo de pureza;
paramentos, oblatas são ofertas
no altar aurifulgente da Beleza.

Esse pálio fulgente que se estende
e se alarga em cetim no campo alvar,
agasalha um sentir doce, profundo...

Mistérios dormem que ninguém entende,
mas que é mister ao homem ponderar
como vestígio dum ditoso Mundo.

(Do ESTRO, n° 124-página 01)

Nenhum comentário: