terça-feira, 9 de novembro de 2010

O CONTRASTE

Jonathas Braga, ilustre poeta pernambucano, com o soneto:
       O CONTRASTE
                  Jonathas Braga
Buscam jazidas ricas de minério
os que imaginam mundos coruscantes,
pensando nos palácios fulgurantes
que poderão encher todo o hemisfério.

Outros devassam o silêncio etéreo
das atmosferas ínvias e distantes,
como se fossem pássaros gigantes
buscando além a chave de um mistério.

E o mundo fica estarrecido e absorto,
mas há milhões que vivem sem conforto
e tantos outros a que falta o pão...

Por que, pois, ir tão alto ou ir tão fundo
quando aqui mesmo, em cima deste mundo,
há tanto que fazer por nosso irmão ?

Mais informações sobre o poeta nos sites www.prefacio.net

Nenhum comentário: