quarta-feira, 10 de novembro de 2010

TROVAS

Trovas de Maria Thereza Cavalheiro, escritora, poetisa e trovadora paulista:

Pode o livro ser tesouro
que alguém garimpou por nós;
 é o amigo imorredouro,
que não fala, mas tem voz!

Quem vive só de futuro
e esquece a vida que passa,
descobre claro no escuro
que fez projetos de graça.

Riqueza não vale a pena
se vem e nos leva a paz...
No prado, a bela açucena
com a luz do sol se compraz!

Cabelos soltos ao vento...
Pés de leve sobre a grama...
A vida toda é um momento
no coração de quem ama!

Existe amor arredio
que, se vem, não quer ficar,
pois é como o inquieto rio,
que o destino tem no mar!


Mais informações sobre a autora nos sites www.prefacio.net





Nenhum comentário: