quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

ALTA MADRUGADA

“Aquele que crê em mim, ainda que esteja morto, viverá”. Palavras de Jesus.
            ALTA MADRUGADA
                        Assis Cabral (Teresópolis-RJ)
Era alta madrugada. E surgiu um clarão
que iluminou os céus, brilhando nas campinas
da histórica Belém. As promessas divinas
estavam se cumprindo em larga profusão.

Os humildes zagais, ante a estranha visão,
encheram-se de medo. Em glebas Palestinas
nunca se virá tal. Estrelas peregrinas
perderam seu fulgor na intérmina amplidão.

Que foi que aconteceu? Anjos em revoada
exaltavam a Deus. E a mensagem sagrada
disse já ter nascido o Cristo – o Salvador.

De fato, num presépio estava, envolto em faixas,
o Deus que se humilhou vindo às partes mais baixas
da terra pra salvar o mundo pecador.

(Coletânea O TEMA É NATAL, página 25, I Concurso Norte-Fluminense de Sonetos, do Instituto Campista de Literatura, Campos, RJ)

Um comentário:

alexandra disse...

Obrigada pelo convite para conhecer teu blog. Parabéns tem poemas lindos aqui tbm.

Feliz Natal e um ano novo repleto de belas inspirações poeticas.

abs

Alê