quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

POEMA

POEMA DE EVANDRO MOREIRA
                   (Cachoeiro de Itapemirim, ES)
Nosso destino nós o construímos pouco a pouco,
diariamente.
O futuro será a conseqüência
dos nossos atos presentes...

Então, por que insistimos
em culpar alguém dos nossos fracassos,
se nunca agradecemos a ninguém
pelas vitórias?!

(Do livro DA SEARA DA VIDA, página 13)

Nenhum comentário: