sábado, 22 de janeiro de 2011

TROVAS DO GERALDO

TROVAS
                   Geraldo de Oliveira (Taubaté-SP.)
Não pode a pedra ter culpa
do mal que possa causar.
Mas não merece desculpa
a mão que a pedra atirar.

O mundo vemos em prece
ante o Cristo em agonia,
mas pouca gente conhece
a renúncia de Maria.

Uma palhoça distante,
a lua-cheia, nós dois...
Vamos viver esse instante,
deixe de lado o... depois...

Se capricho é querer bem,
amar você sem ter fim,
faça um capricho também:
nunca se esqueça de mim.

(Anuário de Poetas do Brasil, 2° volume, página 169, organização de Aparício Fernandes).

Nenhum comentário: