domingo, 27 de fevereiro de 2011

LOUVADA SEJA ADÉLIA

LOUVADA SEJA ADÉLIA
         Beatriz Dutra
Sigo pela contramão,
por não saber ser correnteza...

Escrevi no poema.

Tempos depois,
descobri-me
muitíssimo bem acompanhada.

Estar na contramão,
é andar no sentido contrário do rio
para descobrir sua fonte.
Todos os poetas fazem assim.

Consolaram-me
as simples e sábias palavras
de Adélia Prado.

(Postal Clube-Antologia 12, página 24)

Nenhum comentário: