sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

PRECE

        PRECE
                Carla Ceres Oliveira Capeleti (Piracicaba-SP)
Feliz, sou portador de dom bem raro:
Sei ver, onde estiver, amor e encanto.
Sorrindo das tristezas vãs, reparo
Que a dor (mesmo a maior) não dura tanto.

Deus deu à própria noite um tom mais claro.
Com brilhos siderais, teceu-lhe o manto.
Por nós, fez a esperança que comparo
A estrelas indicando um rumo santo.

A fonte da alegria é permanente.
A dor goteja às vezes, de outra fonte,
Qual lágrima que cessa de repente.

Que eu possa, usando risos como ponte,
Fugir de toda dor que me atormente,
Dar graças pelas luzes do horizonte!

(Do livro VII Prêmio Escriba de Poesia, página 24)

Nenhum comentário: