terça-feira, 8 de março de 2011

ATO DE FÉ

  ATO DE FÉ
                Aparício Fernandes
Creio que trago de remotas eras,
a fé no amor sublime que palpita
nas almas puras, simples e sinceras,
que são faróis na escuridão maldita!

Creio na vida e nas febris esperas
dos ideais desta minha alma aflita.
Sou mais feliz que as árvores, que as feras,
porque conheço a força que me habita.

Creio que deixo, isenta de pesares,
a minha vida em todos os lugares
onde existir um pouco de saudade.

E creio em Deus, a cujos pés deponho
toda a pureza imensa do meu sonho,
todo o amargor cruel da realidade!

(Do livro APARÍCIO FERNANDES, Trovador e Antologista, página 58)

Nenhum comentário: