segunda-feira, 11 de abril de 2011

CANÇÃO DE NINAR

Canção de Ninar*
Simone Karina

Adormecerei sim
no anel de estanho
da poesia da Lua
e soprarei sonhos em trilhos
atapetados de cintilações
sob o manto da palavra nua.
O alvorecer trará talvez um verso
no frescor da santidade
de ter sido estrela esperançosa
e que a tal fantasia seja enfim
doce e fulgurante realidade....

(Do site www.prefacio.net)

2 comentários:

Karinna* disse...

*Que carinho, tão gentil és em colocar meus versos aqui.
Senti-me abraçada!
Grata querido Poeta Filemon.
Beijos azuis
Ka*

Filemon F. Martins disse...

Karina, você e sua poesia merecem. Abs. Filemon Martins.