domingo, 3 de abril de 2011

VERSOS E FLORES

    VERSOS E FLORES
                Mário Barreto França

No mundo mau, na vida dissoluta,
Cheia de cardos e de dissabores,
Para vencê-los, eu prossigo a luta,
Fazendo versos e plantando flores...

No verso, eu conto a divinal conduta
Do amor de Cristo aos homens pecadores;
E, nos jardins, minha alma vê e escuta
A beleza do céu louvada em cores...

Os feitos nobres dos heróis sem nome
E a dor paciente dos que passam fome,
Inspirados por Deus, tornam-se luz;

E vêm, depois, festivos e dispersos,
Sorrir nas flores e cantar nos versos
O amor perpétuo a reflorir na cruz.

(Do livro “UM CAMINHO NO DESERTO”, página 190)

Nenhum comentário: