domingo, 1 de maio de 2011

ESPELHO DA ALMA

ESPELHO DA ALMA
Fátima Abreu
Espelho da alma
Frágil como o espelho em minha frente
Assim como ele pode ser quebrado,
Meu íntimo também...
Presa, agoniada
Cercada de lobos
Sedentos da minha carne...
Fico sem chão...
Lobos devoradores da mente alheia!
Eu, em pele de cordeirinha
Branda, abaixo a cabeça...
Estou sem ação, no momento:
Presa fácil, à mercê de seus quereres supremos!
Espelho de minha alma
Doce...
Não quebre, fortaleça!
A minha alma branda, consegue enxergar
Coisas que os lobos à minha volta,
Não sabem interpretar...
(Do site www.prefacio.net)

Um comentário:

Fátima Abreu disse...

Ora, obrigada por colocar aqui meu poema, Filemon! Um abraçoe tenha uma boa semana.
Ah, se quiser visitar o meu blog onde hj tbm postei, siga o link:
http://fatuquinhaorganizaseular.blogspot.com/
Esse e mais outros estão lá, ficarei contente COM SUA PRESENÇA.