quarta-feira, 15 de junho de 2011

RISOS E LÁGRIMAS

RISOS E LÁGRIMAS
         Abel B. Pereira
             (In memoriam)
Estacionei minhas lágrimas
na esquina do teu sorriso.
Mas é proibido estacionar
nas esquinas.

Segui na contramão
pela estrada do teu olhar
impiedoso

E parei dentro da escuridão
bem no meio do túnel
do esquecimento.

(Quinta Antologia Poética de A FIGUEIRA, página 17)

Nenhum comentário: