sábado, 11 de junho de 2011

TROVAS PARA ELA

TROVAS PARA ELA
        Miguel E. Gonçalves
OLHOS CLAROS COMO O CÉU
DIA ABRINDO-SE EM MANHÃ
NA PAIXÃO DO MEU PITÉU
EM QUE PAIRA BELO AFÃ

NADA DIGO QUE NÃO SEJA
DA BREVE IMAGINAÇÃO
INTERVALO DA PELEJA
NA MAIS NÍTIDA EMOÇÃO

TALVEZ NÃO SAIBA ESPERAR
A CADA INSTANTE ME PRENDO
VIVO DESSE MESMO AR
E ME JOGO NESSE VENTO

ESPERO TEU CORPO-FLOR
MOLDADO NO VERBO AMAR
DE UM LEITO CORTEJADOR
TENTAÇÃO HÁ DE EMANAR

(Do site www.prefacio.net)

Um comentário:

Miguel Eduardo Gonçalves disse...

Obrigado pela postagem, caro Filemon, é sempre uma honra estar aqui no seu blog. Abs., Miguel-