segunda-feira, 11 de julho de 2011

ESTRELAS

Hoje, estou de volta com o poeta moderno Edimo Ginot e seu poema:

ESTRELAS
       Edimo Ginot
E eu me ponho
a contar estrelas
como se o universo
tivesse um fim

e eu me disponho
em talvez retê-las
num simples verso
de um poema ruim

mas é só sonho
não posso tê-las
então desconverso
é melhor assim

(Do livro POETA VENCIDO, página 88)

Nenhum comentário: