terça-feira, 9 de agosto de 2011

HAICAIS

               

                   Humberto Del Maestro

Borboletas voando
São sonhos que permanecem
Depois que acordamos.

É tudo silêncio...
Mas depois da chuva grossa,
A festa começa.

Chove, o dia é triste
E eu vou chorando estas mágoas
Guardadas no peito.

Sigo pela estrada,
A dança da brisa é mansa,
Na tarde cansada.

(Quinta Antologia Poética de A Figueira, página 74)


Nenhum comentário: