sábado, 24 de setembro de 2011

FELICIDADES

        FELICIDADES

                Hildemar de Araújo Costa

Quem se julga infeliz em demasia
às vezes, não merece o sofrimento.
Se podemos fitar a luz do dia,
o cego só percebe em pensamento!

Quando a pressa em chegar, nos angustia,
devemos refletir neste momento:
Muita gente mais lenta é mais tardia
porque falta nas pernas, movimento!

Às vezes lamentamos ordenado
esquecendo o mortal, desempregado,
que vê faltar na mesa o simples pão.

Outras vezes, família, na verdade,
parece não trazer felicidade,
para quem desconhece a solidão.

(Revista A FIGUEIRA, de Abel B. Pereira, junho de 2004, página 8)

Nenhum comentário: