sábado, 10 de setembro de 2011

RASTRO DE LUZ

               RASTRO DE LUZ

                     Brandina Rocha Lima (1916-1999)

Não vou deixar o mundo, assim, sem meu recado
de vida de poeta e eterno sonhador...
Ou sem deixar um rastro, ao léu, qual meu legado
para a posteridade... o errante pensador!

Meu rastro vou deixar... Do amor inacabado,
tão cheio de ternura... e cheio de esplendor:
- o exemplo edificante, o exemplo edificado
de se saber amar... de se exaltar o amor...

É rastro assaz profundo... é rastro luminoso...
que ensina às gerações a amar com mui ternura
e desse amor fazer seu Mito esplendoroso!

De amor que tudo vença... amor audaz e forte...
e, em culto, se transforme essência rara e pura:
- Amor que se eternize aquém e além da morte!

(“Meu Canto de Cisne”)

Nenhum comentário: