sexta-feira, 16 de setembro de 2011

TROVAS QUE DEFINEM SAUDADE

Trovas que Definem Saudade - parte 1


Saudade é tudo que fica,
de uma ventura fugaz...
No pranto que não se explica!
No verso que não se faz!
            Erasmo Silva – SP
Saudade, mágoa sentida,
barco distante do cais;
pedaço da própria vida
que a gente não vive mais...
            Marta Maria Paes de Barros – SP
Vou andando e, sem barulho,
vem à tona um triste fato:
a saudade é um pedregulho
que não sai do meu sapato!
            Olivaldo Júnior - SP                
Sodade, uma dô que dá,
mas num é dô de doê;
é vontade de alembrá
cum vontade di isquecê!
            Luiz Peixoto - RJ                   


Nenhum comentário: