sexta-feira, 30 de março de 2012

O TEMPO

O TEMPO



Baroneto

O tempo se vai...
Como o vento que passa.
Deixando rastros de saudades!
Tatuando na alma segredos.

No horizonte o sol repousa.
O manto da noite beija a terra!
Estrelas são pétalas em luz...
A lua soberana em poesias se traduz!

Vêm em mim lembranças...
Deixo flutuar desejos em ligeiros devaneios
Teu vulto, adultos sonhos me enlaçam.

Sou tal qual um beija-flor a esperar...
Voando na esperança de encontrar,
O desabrochar de tua meiga flor!

(www.prefacio.net)

Nenhum comentário: