domingo, 25 de março de 2012

TROVAS

Trovas Lírico-filosóficas:



Pedro Ornelas



Não há roceiro que possa

na cidade ser contente...

Porque a gente sai da roça

e a roça não sai da gente!



Que delícia o beijo doce

que te dei com emoção!

Melhor fora, se não fosse

somente imaginação...



Sei disso, e tenho certeza,

mesmo sem ser professor:

Não se diz “Mãe Natureza,

o certo é “Pai Criador!



Com certeza Deus se agrada

do gesto nobre de quem

com outros que não têm nada

divide o pouco que tem!



Tenho o rancho, a propriedade,

mas minha Maria... Quede?

Em vez dela, hoje, a saudade

deita comigo na rede!


Nenhum comentário: