segunda-feira, 2 de abril de 2012

TROVAS

        TROVAS



                Filemon F. Martins



Quando vejo o céu tão lindo

e a noite toda estrelada,

outra vez vejo sorrindo

a tua imagem de fada.



Eu trago da minha terra

um pouco de inspiração,

canto as belezas da serra,

sou sabiá do Sertão.



Eu trago lá do Nordeste

do povo alegre, a bravura,

da terra boa do agreste,

simplicidade e ternura.



Levar a vida trovando

sempre foi meu sonho bom,

que a trova escrevi, amando,

e teu amor foi meu tom.




Caixa Postal 64

11740-970-Itanhaém – SP.

Nenhum comentário: