quinta-feira, 10 de maio de 2012

MÃE, A MULHER IMORTAL


MÃE, A MULHER IMORTAL (FRAGMENTOS)



        José Britto Barros



Salve, tu, ó mãe, mulher maravilhosa!

És digna de receber os prêmios da imortalidade!



Não há beleza maior do que a tua,

Pois és um quadro vivo de amor e de ternura!



Não há arte maior do que a tua,

Pois tens que apresentar no palco da vida

Um viver impoluto para servir de exemplo

Aos teus filhos mui caros.



Não há mestra mais eficiente do que o és,

Pois tens que ensinar os caminhos do bem e da virtude

Àqueles a quem deste a existência!



Por tudo isso, e muito mais

Que não podemos expressar,

Tu és, ó mãe,

A mulher imortal!



Assenta-te no trono

Como a Rainha de todas as mulheres,

Para onde és conduzida pelos arautos do amor,

Pois é o amor a motivação máxima do teu nobre viver!



Recebe também o cetro da harmonia.



Pois é assim que diriges o reino do lar,

Onde sempre decretas a paz e a tranquilidade.

Deixa ainda que coloquemos sobre a tua cabeça,

Ó doce mãe querida, o diadema real

Da suprema e excelsa nobreza a que fazes jús

Por seres tu quem és:

MÃE, A MULHER IMORTAL!!!



(Do livro “DOCE MÃE, QUERIDA MÃE, IMORTAL!!!, páginas 9/11)

Nenhum comentário: