quinta-feira, 14 de junho de 2012

DESARMADA


DESARMADA



ZANY LOPES



Estou desarmada pela solidão
Sinto a tua falta em tudo que faço
Ouço uma música e me lembro de nós dois
Vejo um casal namorando e sinto meu coração apertado
Me lembro de nós dois,
nos dizíamos eternos apaixonados...

Grito teu nome em pensamento
para ver se escutas o meu tormento
mas tudo é em vão
só faz aumentar o meu sofrimento...

A tristeza me faz muda
Minha boca amarga a falta dos teus beijos
Meu corpo pede os teus carinhos
Minhas mãos te procuram sem saber
que nunca mais vou te ver...

Queria o calor do teu corpo
Queria o gosto dos teus beijos
Queria o doce do teu perfume
o brilho dos teus olhos
o frescor da tua juventude
O teu amor em toda plenitude.



(www.prefacio.net)

Nenhum comentário: