terça-feira, 3 de julho de 2012

3ª SOMBRA


3ª SOMBRA

Ester



CASTRO ALVES



Vem! no teu peito cálido e brilhante

O nardo oriental melhor transpira!...

Enrola-te na longa caxemira,

Como as Judias moles do Levante,



Alva a clâmide aos ventos — roçagante...,

Túmido o lábio, onde o saltério gira...

Ó musa de Israel! pega da lira...

Canta os martírios de teu povo errante!



Mas não... brisa da pátria além revoa,

E ao delamber-lhe o braço alabastro,

Falou-lhe de partir... e parte... e voa...



Qual nas algas marinhas desce um astro...

Linda Ester! teu perfil se esvai... s’escoa...

Só me resta um perfume... um canto... um rastro...

Nenhum comentário: