sábado, 5 de janeiro de 2013

COLAR ADÂMICO


COLAR ADÂMICO

ESTENDENDO AS NOSSAS MÃOS,

mesmo aos nossos inimigos,                 

será o mundo de irmãos,                                          

sem guerra e outros perigos.

        José Miranda Jordão

        Rio de Janeiro - RJ

“Sem guerra e outros perigos”

seria o mundo uma flor,

sem maldades, sem castigos,                  

só de amor, de muito amor.

        Kideniro F. Teixeira

        Fortaleza - CE

“Só de amor, de muito amor”

e de sonho mais profundo,                                      

se eu pudesse, sonhador,                                         

viveria nesse mundo!

                Daniel de Carvalho

                Nova Friburgo - RJ

“Viveria nesse mundo”

sempre com muita alegria,                                      

se o amor fraterno e profundo               

existisse todo dia.

                Inocêncio Candelária

                Mogi das Cruzes - SP

“Existisse todo dia”

vontade firme pro bem,                                            

na certa, o Cristão daria                                             

exemplos de fé... no além.

                Mário R. Barreto

                Ipiaú - BA

“Exemplos de fé... no além”

e a harmonia como meta,                                         

seria a vida também                                                    

mais fácil, menos inquieta.

                João E. Nascimento

                Mogi das Cruzes - SP

“Mais fácil, menos inquieta,”

é a esperança de um porvir                                      

que só a alma do poeta                                              

é capaz de traduzir.

                Armando de Toledo

                Santos – SP

“É capaz de traduzir”

a grandeza do Universo,                                            

quem consegue transmitir                                       

belas mensagens no verso.

                Jerry Filho

                São Paulo - SP

“Belas mensagens no verso”

são elas bem transmitidas,                                      

quem não olha o lado inverso                 

das coisas belas da vida!

                Rodolfo C. Cavalcante

                Salvador - BA

“Das coisas belas da vida”

que colhi, em profusão,                                            

eis a mais nobre e querida:                                      

Em cada verso – um irmão.

                Filemon F. Martins

                São Paulo - SP

“Em cada verso – um irmão”

há de encontrar, em verdade,                 

quem cultivar a Razão                                                

na lavoura da Humildade.

                Paulo Monteiro

                Passo Fundo - RS

“Na lavoura da humildade”

quem planta boa semente                                       

desfruta felicidade,                                                     

recolhe amigos somente.

                Álvaro Faria

                Rio de Janeiro - RJ

“Recolhe amigos somente”

quem ajuda seus irmãos;                                          

o amor é sempre crescente,                                    

ESTENDENDO AS NOSSAS MÃOS.

                Mário Ribeiro Martins

                Palmas - TO

                              

 

Nenhum comentário: