quarta-feira, 13 de março de 2013

SONETO DE AMOR


SONETO DE AMOR

 
Filemon F. Martins

 
Minha vida sem ti não tem porvir
qual noite sem estrelas, sem luar,
um barco sem destino a sucumbir
à espera de socorro em alto mar.

Meu coração não sabe mais sorrir,
se não vislumbro a luz do teu olhar,
se o teu aroma não vem me seduzir
e se o teu sol não vem me iluminar.

Se não estás aqui, fico inquieto,
vejo-me só, magoado e sem afeto,
a vida fica amarga e sem sentido.

Mas quando voltas, meu amor, sorrindo,
o mundo se transforma e fica lindo
e até o meu jardim fica florido.

filemon.martins@uol.com.br
www.filemon-martins.blogspot.com
Caixa Postal 64
11740-970- Itanhaém – SP.

 

Nenhum comentário: