sábado, 11 de maio de 2013

HOMENAGEM ÀS MÃES


MÃE

 

Filemon F. Martins

 

O corpo toma formas diferentes,

tudo parece estar fora do lugar:

quadril, rosto, braços, pernas, coxas...

O ventre se expande e começa a crescer...

Há um sinal de vida que vem vindo,

um novo ser, com certeza, lindo.

 

Agora, a gestação se faz presente

e durante nove meses vamos nos conhecer,

vamosnos sentir e amar...

 

Crescei e multiplicai-vos...

Ordem do Criador...

Amor materno a toda prova,

amor de mãe, amor sublime, amor sagrado,

amor que tudo crê, espera, perdoa e redime.

Não há fronteiras para o amor de mãe.

Como expressar o amor universal, divino,

a ternura sem par do teu destino,

tuas mãos suaves e delicadas

mãosfirmes, fortes e calejadas

a cuidar do corpo e também da alma.

 

Feliz é quem tem essa mulher guerreira,

mulher de fé e de esperança,

mulher de fibra que se agiganta

diante do pequenino berço

onde repousa uma criança.

 

Bendita sejas, ó mãe, nessa jornada,

nessavida tua missão é sagrada

de prolongar a criação:

espargindo luz, amor e carinho

e uma ternura sem fim pelo caminho

porque SER MÃE faz bem ao coração!

 

 

 

Nenhum comentário: