sábado, 4 de maio de 2013

MÃE (TROVAS DE MARIA THEREZA CAVALHEIRO)


MÃE (TROVAS)

Maria Thereza Cavalheiro

 

Não há palavra mais linda

do que “MÃE”, que tudo encerra!

E mãe é presença infinda,

mesmo ao deixar esta terra...

 

Minha mãe teus olhos santos,

de um infinito perdão.

A ninguém dizem dos prantos

que guardas no coração!

 

Têm as mães uma ternura

que ninguém mais tem por nós;

sabem sorrir na amargura

e nunca nos deixam sós...

 

Corre o pranto redobrado

dos olhos da mãe aflita:

pelo filho amargurado

e pela própria desdita.

 

O choro de uma criança

à luz do primeiro dia,

é uma canção de esperança,

é a mais linda melodia!

 

Nenhum comentário: