sexta-feira, 12 de julho de 2013

TROVAS DO SAUDOSO IZO GOLDMAN (12/07/2013)

Conheci o trovador IZO GOLDMAN, entre 1979 e 1982, quando frequentava as reuniões da UNIÃO BRASILEIRA DE TROVADORES (UBT) – Seção de São Paulo. Izo era o presidente da UBT, São Paulo e além de ser magnífico trovador era o grande incentivador dos novos trovadores, como eu e outros que participavam daquelas reuniões. Hoje, recebi a triste notícia, o falecimento do Izo, aos 82 anos, em São Paulo, onde residia. O trovismo perde um dos maiores representantes de sua História.
A notícia e estas trovas me foram enviadas pelo trovador Pedro Ornellas, a quem agradeço. Filemon Martins.

Algumas de suas trovas memoráveis:

Há dois mil anos o brilho
de um grande amor sobressai:
– o sacrifício de Um Filho
pelos filhos de Seu Pai!

Quando tu dizes que és minha,
teu reino sofre um agravo:
- como pode uma Rainha
pertencer ao seu escravo?!...

Não foi minha nem foi tua,
foi nossa culpa somada,
que nos pôs na mesma rua
... cada qual numa calçada!

Eu e tu, duas metades
que a vida vai separando...
Eu e tu, duas saudades
na saudade se encontrando...

No abismo da solidão
onde o remorso se esconde,
há mil gritos de perdão
e um eco que não responde...

Tenho medo de mulher
com marido e, mesmo sem...
- da solteira, porque quer...
- da casada, porque tem...



Nenhum comentário: