terça-feira, 6 de agosto de 2013

TROVAS DE AMOR

TROVAS DE AMOR

O AMOR É SEMPRE RISONHO,
O SONHO É SEMPRE DULÇOR.
QUEM AMA VIVE DE SONHO,
QUEM SONHA, MORRE DE AMOR...
                ADERBAL MELO
OS BEIJOS, SEGUNDO OS SÁBIOS,
DADOS COM MUITA AFEIÇÃO,
NÃO DEIXAM SINAL NOS LÁBIOS,
MAS DEIXAM NO CORAÇÃO
                BELMIRO BRAGA
O AMOR QUE A TEU LADO LEVAS,
A QUE LUGAR TE CONDUZ,
QUE ENTRAS COBERTO DE TREVAS
E SAIS COBERTO DE LUZ?
                OLAVO BILAC
PROCURO VER, SEM RESSÁBIOS,
DO AMOR ACEITANDO A LEI,
OS VESTÍGIOS EM TEUS LÁBIOS,
DOS BEIJOS QUE JÁ TE DEI...
                EUGÊNIO DE FREITAS


(LIVRO MIL TROVAS DE AMOR E SAUDADE)

Nenhum comentário: