quinta-feira, 19 de setembro de 2013

SONETO V

SONETO V
Paulo Bonfim – Sonetos - 1959


Alquimia do verbo. Em minha mente
Recriam-se palavras na hora vária,
A poesia se torna necessária
E as flores rememoram a semente.

É preciso que exista novamente
A aventura distante e temerária
De em ouro transformar a dor precária
E em nós deixar correr a lava ardente.

Que emoção profunda e mineral
Corra nos veios desta carne astral
E encontre em mim aquilo que procura.

Na paisagem que for, já sou nascido:
Nas formas criarei o elo perdido,
E, em lucidez, serei minha loucura.

(http://texturadasletras.blogspot.com.br/2009/04/soneto-v-paulo-bonfim.html- Nancy T - )






Nenhum comentário: