quinta-feira, 10 de outubro de 2013

TROVAS (ANTOLOGIA 15, POSTAL CLUBE)

TROVAS (ANTOLOGIA 15, PÁGINA 48)
Filemon F. Martins

Quase sempre fico mudo
quando a razão perde a cor.
Calar, às vezes, diz tudo
para um bom entendedor.

Às vezes me ponho mudo
ante o mistério profundo,
porque Deus já disse tudo
nas maravilhas do mundo.

Neste mundo conturbado,
nada me causa mais dor,
que ver sofrer, desprezado,
um coração sem amor.

Eu trago lá do Nordeste
do povo alegre, a bravura,
da terra boa do agreste,
simplicidade e ternura.


filemon.martins.blog.uol.com.br

Nenhum comentário: