sábado, 26 de abril de 2014

ENCANTO (HUMBERTO DEL MAESTRO)

ENCANTO
HUMBERTO DEL MAESTRO

Luzeiros azuis de carícias e delicadezas
Teus olhos de luz derramam
Em noites de eterna magia.
Infinitos de rosas tuas mãos acalentam
Em momentos de púrpura e êxtases
De manhãs sem conta.
És um mundo de bênçãos, ilimitado e precioso,
Onde meus caprichos mesquinhos,
Infelizmente,
Jamais conseguirão adentrar.


(DO LIVRO QUADRAS E TERCETOS ESQUECIDOS, PÁGINA 121)

Nenhum comentário: