quarta-feira, 9 de abril de 2014

TROVAS DE BELMIRO BRAGA

TROVAS DE BELMIRO BRAGA

As almas de muita gente
são como o rio profundo:
- a face tão transparente,
e quanto lodo no fundo!...

Fiz na vida o meu escudo
desta verdade sagrada:
- o nada com Deus é tudo
e tudo sem Deus é nada.

Em ti, minha mãe, se encerra
todo o meu maior troféu:
- guardas num corpo de terra
uma alma feita de céu.

Quem, mesmo nas alegrias,
de lastimar não se furta
de ver tão longos dias,

para uma vida tão curta?...

Nenhum comentário: