sexta-feira, 2 de maio de 2014

OUTONAL (LULI COUTINHO)

Outonal
Luli Coutinho


Outono de céu estonteante
Que provoca o ardor aos eternos amantes
Fecunda as estrelas, tal joias brilhantes,
Povoando o imenso e inatingível horizonte.

Olhando este céu de pátina...
Vislumbro a beleza das cores
Parece pintura em tela abstrata,
Colorindo em volta, a lua prata.

Oh, natureza...Por tudo é beleza!
Dos ventos que fazem da brisa carinho
Das brumas suaves que atiçam o amor.

Com minha alegria admiro este céu
Que já transpassou a tristeza, meu véu,
Beijando meu rosto num suave serenar.


(Transcrito da AVBAP)

Nenhum comentário: