quinta-feira, 5 de junho de 2014

TROVAS DE CAROLINA RAMOS - (SANTOS-SP)

TROVAS DE CAROLINA RAMOS (SANTOS-SP)

O mar da vida parece
que às vezes quer me afogar,
mas, Deus, que nunca me esquece,
atira a boia no mar!

No amor o tempo se gasta
com medidas desiguais:
se estás longe, ele se arrasta;
se perto, corre demais!

Quem se agarra a uma quimera,
quem persegue uma utopia,
age como se soubera
que sem sonhos... morreria!

Quem não sabe, quem não sente
que às vezes nos custa caro
essa audácia de ser gente,

quando ser gente é tão raro?

Nenhum comentário: