quarta-feira, 3 de setembro de 2014

SUPLÍCIO (VARIAÇÕES DOS SONETOS UM GRANDE AMOR E APAIXONADO, DO MESMO AUTOR)

SUPLÍCIO  (Variação dos sonetos UM GRANDE AMOR e APAIXONADO, do mesmo autor) 

Filemon F. Martins


É madrugada... E o canto já começa: 
um pássaro nas flores do jardim, 
não para de cantar, trinando à beça, 
e a cantoria parece não ter fim. 

Persistente, ele canta sem ter pressa, 
quer conquistar a amada e está afim, 
um grande amor, feliz, ele confessa 
não importa o cansaço em seu motim. 

Ao contrário de ti, meu passarinho, 
nos meus versos imploro algum carinho 
de quem o coração amou e quis... 

Mas o tempo passou e só me trouxe 
esta mágoa indizível, agridoce: 
- ela não leu os versos que lhe fiz! 

Nenhum comentário: