domingo, 16 de novembro de 2014

APELO (ENO THEODORO WANKE)

APELO
Eno Theodoro Wanke (1929/2001)

  Eu venho das lições dos tempos idos,
e vejo a Guerra no horizonte armada.
Será que os homens bons não fazem nada?
Será que não me prestarão ouvidos?

Eu vejo a Humanidade manejada
em prol dos interesses corrompidos.
É mister acabar com esta espada
suspensa sobre os lares oprimidos!

É preciso ganhar maturidade
no fomento da paz e da verdade,
na supressão do mal e da loucura...

Que a estrutura econômica da guerra
 se faça em pó! E reinem sobre a Terra
os frutos do trabalho e da fartura!



Nota: APELO, é o soneto em português mais traduzido para idiomas estrangeiros: 101 idiomas. Um verdadeiro fenômeno!

Nenhum comentário: