quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

TROVAS DIVERSAS

TROVAS DIVERSAS

Não sei se é pecado ou vício,
bobeira... sei lá mais quê...
esse agridoce suplício
de só pensar em você!
 Jeanete Monteiro De Cnop

O coração desprezado
pelo amor que lhe convém,
é relógio complicado:
- nunca mais trabalha bem!
Jacinto Barbosa

Espera que, nesta vida,
tudo tem explicação.
- Não há causa que, perdida,
não nos traga uma lição.
Jaime Ribeiro da Silva

Felicidade: um ranchinho...
uma viola afinada...
uma cabocla... um filhinho...
saúde... paz... e mais nada!
Jefferson Leão de Almeida

(CHUVA DE VERSOS, 345, JOSÉ FELDMAN)









Nenhum comentário: