sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

TROVAS DA FAMÍLIA RIBEIRO MARTINS

Vejamos algumas trovas dessa talentosa família Ribeiro Martins:

Levanto cedo, não nego,
ando pescando a poesia,
na minha rede carrego
todo o mar de fantasia.
FILEMON F. MARTINS

Vejo a prova fulgurante
de um Poder, que não tem fim,
numa estrela - bem distante,
na vida - dentro de mim.
CARLOS RIBEIRO ROCHA

Com os olhos fitos no chão,
você só vê a tristeza.
Levante a cabeça, irmão,
e contemple a natureza!
MÁRIO RIBEIRO MARTINS

Escolha um solo fecundo,
prepare-o com muito ardor,
e com fervor mais profundo
plante a semente do Amor!
JERRY FILHO

Não sei por que, ó saudade,
tu vens de tão longe assim,
roubar  a felicidade
que mora dentro de mim!
LAURENTINA DOS SANTOS NOVAIS



Nesta vida transitória,
nada vejo de valor,
pois, daqui, a falsa glória
murcha e finda como a flor!
JEREMIAS RIBEIRO DOS SANTOS

Amigos, guardem de cor
e viverão satisfeitos:
nossa vitória maior
é vencer nossos defeitos.
SAMUEL PIRES RIBEIRO

Fragmento da publicação de Maria Thereza Cavalheiro, em sua coluna jornal O RADAR, de Apucarana-PR.

...................................................................................
Atenção para a mudança de endereço para remessa de correspondência para esta coluna: Caixa Postal nº 65019 - Agência Bela Vista - CEP 01318-970 -  São Paulo - SP.




Nenhum comentário: