sexta-feira, 13 de março de 2015

EM IPUPIARA...

Em Ipupiara, estive com o amigo MOISÉS ARCANJO FILHO, que foi focalizado em meu livro FAGULHAS, páginas 93/95, a quem chamei de UM AMIGO DAS LETRAS. E não é que o Moisés me ofereceu um magnífico trabalho seu, intitulado: O MAJESTOSO FLAMBOYANT. Um fragmento do poema O FLAMBOYANT:

Na Praça Santos Dumont
Um Flamboyant foi plantado,
Por mãos carinhosas e meigas
Aquele Flamboyant foi cuidado
Cresceu muito e floresceu
E foi por todos admirado.

Salve, ó árvore sagrada
Presente do Criador,
Que a todo planeta Terra
Com todo cuidado enfeitou,
Que presente tão valioso
Das mãos de Nosso Senhor!

Ó, Flamboyant saudoso
Quantas vezes tão florido
Onde as aves iam cantar.
Hoje totalmente destruído
Sobrou um monte de pedaços
Daquele Flamboyant querido.

Quantas árvores como esta
Já foram destruídas
Para satisfazer interesse
Deixando áreas desprotegidas,
Mãe natureza chorando
Uma ingratidão sem medidas.

Leia:



Nenhum comentário: