quinta-feira, 16 de abril de 2015

DIVAGAÇÃO

DIVAGAÇÃO
Filemon F. Martins

O sol se põe
e a tarde morre lentamente.
O céu está azul,
manchado de vermelho
como se fosse um espelho
a refletir minhas mágoas.

E absorto neste quadro lindo
com tanta luz e poesia,
eu me vejo assim:
- Pensando no teu silêncio...
... E como dói o teu silêncio em mim.

(LIVRO FLORES DO MEU JARDIM, PÁGINA 13)

filemon.martins@uol.com.br



Nenhum comentário: