sábado, 11 de abril de 2015

FORTUNA CRÍTICA

Sou grato a Drª Aline Barbosa, Advogada no Rio de Janeiro, pelo comentário feito sobre o meu livro “fagulhas”, publicado em 2013 pela editora scortecci, São Paulo. Para massagear o meu ego, tomei a liberdade de publicá-lo, incluindo em minha fortuna crítica.
Sr. Filemon


Após a leitura de “FAGULHAS” capa a capa, fortuna crítica, silenciei e, somente, passei a admirar essa combustão de inspiração.  Leio sempre fortuna crítica que transmite ao leitor uma suma do estilo do escritor revelando o que já está sublimado.   Em FAGULHAS – seu talento literário, cultural, poético, prosaico.  As “ESCADAS DE TROVAS” de fácil inspiração, porém, de difícil escrita faz com destreza, tira de letra”, como dizemos na gíria e, os SONETOS são versatilidades desse escritor pensante, inspirador. A habilidade e destreza com que maneja e liga a inspiração à escrita de forma inteligente, leve, o faz um ARTISTA PLÁSTICO das letras.  Na POESIA, poemas em verso ou prosa, qualquer gênero, um CIRURGIÃO capaz de descer o mais profundo do espírito, queimar a insensatez do coração e aquecendo o espírito, sarar a alma.    Tivesse eu, tal capacidade para descrever este escritor Filemon Francisco Martins e, seria uma biografia, o que se dispensa pelo que já escreveu seu irmão, o biobibliógrafo por excelência.  Todavia, por ser leitora, creio que a nós que não somos nada do mundo literário, apenas, isso – leitores, é a nós, que cabe dizer dessas fagulhas atiradas para todos os lados, críticos ou não. O idealizador ou a capista foi feliz, em apresentar fagulhas em combustão, soltando FAÍSCAS sem direção para todos os lados, de todos os tamanhos – BRASAS VIVAS Um retrato de riqueza inspiradora dessa alma infatigável, desse ser que ama escrever, um poço de combustão de inspiração constante que não se apaga... efervescente... Foi assim, que lendo o livro “ANSEIOS DO CORAÇÃO”  e este, “FAGULHAS”,   vi que estava diante de um - vulcão da cultura literária, poética -, eternamente em erupção, ardente em suas inspirações multifacetadas e multiformes de seus escritos, variando, estendendo a todo gênero de escrita; nada se furta a essa capacidade de escrever, o que é gostoso para ler,  e até pensar.  Quem não gosta de trovas passa a gostar e quem não é dado a leitura passa a apreciar e gostar. 
Tenho lido seus escritos fagulhentos que como faíscas espalham centelhas do saber, da política, sabe cantar o amor em versos como poucos... para todos os lados a sua percepção ardente de escritor acompanha até, a atual conjuntura político-social do país. Lembra outros escritores. Relembra historias e estórias que atravessa com o tempo...  É que, esse Poeta e Escritor vive aspirando, transpirando, respirando letras.  Uma admiração maior que tenho por este poeta, escritor e por quantos são portadores de especial capacidade para escrever, semelhante a fontes a jorrar inspiração - é que Filemon Francisco Martins se prostra diante de Deus-Criador, por essa fonte inesgotável, perene de poetar, escrever, fazendo sempre registros da Sagrada Escritura em seus poemas, o que é admirável, pois sabe que está diante da Fonte da Sabedoria.

Leia mais:
filemon.martins.blog.uol.com.br


   


Nenhum comentário: