sexta-feira, 17 de abril de 2015

TROVAS DE CARLOS RIBEIRO ROCHA

TROVAS DE CARLOS RIBEIRO ROCHA
(Ipupiara, 04/11/1923-Salvador,27/11/2011)

Nós colhemos, de verdade,
ricas lições, lá na roça:
que largueza de bondade
na humildade da palhoça!

De quatro linhas me valho
para dizer a quem lida:
é do vinho do trabalho
que aparece o pão da vida.

Não pode ser... Então veja:
se você prega e não ora,
vive dentro de uma igreja,
mas, do Evangelho, está fora...

Tenha certeza que a aurora
brilha mais que um paraíso,
se num rosto triste agora
brilhar o sol do sorriso.


(Carta do poeta, oriunda de Xique-Xique, Bahia, de 15/01/1981)

Nenhum comentário: