segunda-feira, 20 de abril de 2015

VERSOS DE DJANIRA PIO

VERSOS DE DJANIRA PIO

SEU RETRATO

Na caixa velha
esquecida num canto
encontrei coisas antigas.

Lembranças tão esquecidas
de estradas esmaecidas.
Bem no fundo havia seu retrato.
Um três por quatro desbotado
mostrando um quase sorriso.

Rememorei esse tempo
tão longe que tenho certeza
foi nosso.
E lá se foi o seu retrato.


(ANTOLOGIA 16, POSTAL CLUBE, PÁGINA 52)

Nenhum comentário: