terça-feira, 2 de junho de 2015

TROVAS DE CAROLINA RAMOS

TROVAS DE CAROLINA RAMOS
(SANTOS – SP)

Quando o mar a rocha espanca,
vê punido o seu pecado:
- nem um gemido lhe arranca
e volta despedaçado!

Cada pétala caída,
cheia de aroma e de cor,
é uma parcela de vida,

fugindo à morte da flor.

Nenhum comentário: