terça-feira, 23 de junho de 2015

TROVAS DE WALTER SIQUEIRA

TROVAS DE WALTER SIQUEIRA
(CAMPOS – RJ)

O homem que se imagina
senhor do Mundo, sem dó,
mal sabe que a sua sina
é um dia tornar-se pó...

Por entre pedras brotando,
a plantinha se insinua
para ver, no céu dançando,

a bailarina que é a lua.

Nenhum comentário: