segunda-feira, 24 de agosto de 2015

ÁRBITROS DE FUTEBOL

ÁRBITROS DE FUTEBOL
                                         Filemon F. Martins

Não sou do ramo de futebol, mas sou torcedor do Santos do tempo de Pelé e Coutinho. E, como todo brasileiro, assisto aos jogos de futebol pela televisão. A cada jogo, fico impressionado e muito mais irritado com tantos erros cometidos pelos árbitros. Neste domingo, por exemplo, assistia ao jogo do Palmeiras contra o Atlético Mineiro, arbitrado por Sandro Meira Ricci e de repente, o árbitro enxerga e marca um pênalti contra o Palmeiras. Ora, como ele viu esta falta, se ela sequer existiu? Anteriormente, havia visto o São Paulo perder para o Flamengo, como vi também, no mínimo dois pênaltis para o São Paulo, que o árbitro deixou de marcar. Não me lembro do nome do apitador. Estes dois casos ocorreram na rodada de fim de semana, mas existem inúmeros outros, incontáveis até. Acho que está passando da hora de a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) proporcionar cursos de aperfeiçoamento para os árbitros de futebol. Como todo trabalhador, o árbitro precisa atualizar seus conhecimentos, precisa se reciclar. Ele precisa rever o jogo, seus erros e explicar porque errou. O jogador já não pode reclamar com o árbitro porque toma cartão amarelo e o cidadão, despreparado ou incapaz, não consegue apitar corretamente o jogo. Assim, fica difícil permanecer calado diante de tantos erros cometidos pelos árbitros e o torcedor comum tem uma vontade danada de pular televisão a dentro e perguntar para o semideus do jogo se ele está cego ou se é má-fé mesmo? Nestes tempos de pixulecos, tudo é possível. Cabe a CBF investigar! Pronto, desabafei!

Caixa Postal 64
11740 – 970 – Itanhaém – SP.    



Nenhum comentário: